A mente é o espelho da vida em toda parte

Quando estamos encarnados, temos o corpo físico. Omitimos ideias, mentimos. Mas quando chegamos ao mundo espiritual tudo é transparente, inclusive nossa mente.

Em palestra transmitida pelos canais digitais da AEFC, o expositor Aldo Bessa trouxe o tema “A mente é o espelho da vida em toda parte”. O assunto, a mente, rende importantes reflexões que podem impactar nossas vidas. 

Hoje em dia a maioria das doenças está relacionada a nossa mente. Muitas pessoas não estão doentes do corpo, mas sim da alma.

[…]Definindo-a por espelho da vida, reconhecemos que o coração lhe é a face e que o cérebro é o centro de suas ondulações, gerando a força do pensamento que tudo move, criando e transformando, destruindo e refazendo para acrisolar e sublimar. Em todos os domínios do Universo vibra, pois, a influência recíproca. […]
— Emmanuel, na mensagem O espelho da vida, no livro Pensamento e Vida, psicografia de Francisco Candido Xavier.

Mente em expansão

O universo está sempre em expansão, assim como nós, somos diferentes a cada ano, a cada vida. Tudo se renova.

[…]O reflexo esboça a emotividade. A emotividade plasma a ideia. A ideia determina a atitude e a palavra que comandam as ações. […]
— Emmanuel, na mensagem O espelho da vida, no livro Pensamento e Vida, psicografia de Francisco Candido Xavier.

Nós temos emoções todo dia, a todo instante. Antes de construirmos algo, surgiu a ideia, o pensamento e assim tomamos uma atitude, um comportamento, uma ação.

A mente: o seu tesouro

Quando Jesus viu aquelas multidões, subiu um monte e sentou-se. Os seus discípulos chegaram perto dele, e ele começou a ensiná-los.
— Matheus 5:1.

Gandhi disse que se um dia perdêssemos todas as leis, os documentos que ditam as regras e se apenas sobrasse o Sermão do Monte, ainda assim teríamos insumo suficiente para nossa evolução. Quando a humanidade seguir as bem-aventuranças de Jesus teremos um planeta muito diferente, mais paz e igualdade.

Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros no céu, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam.
— Mateus, 6:19-21.

“Onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração” — mas a frase não se refere ao tesouro físico. Refere-se aos nossos interesses, nossas atitudes, nossas ações, porque não viemos a essa encarnação por acaso. Nós pedimos, muitas vezes imploramos para nascer onde nascemos e muitos participam de seu planejamento reencarnatório.

Quando estamos no mundo espiritual somos livres, nossa mente se abre completamente, ela enxerga tudo. E temos a liberdade de escolher o que queremos. O pensamento está conectado a tudo aquilo que atraímos, por isso torna-se importante o estudo do Evangelho.

Um velho ditado diz “diga-me com quem andas que te direis quem es”, mas pensamos na nossa responsabilidade, não transfira o problema, a culpa para o outro. Portanto, faremos uma adaptação desta frase: “Diga-me quem és que te direi com quem andas”. Nós que devemos determinar a nossa vida. Se não fizermos, alguém fará por nós e ainda assim, a responsabilidade será nossa.

Mente e troca de energia

Enquanto encarnados, temos contato direto com os espíritos, muito mais do que imaginamos. A nossa mente está sempre ligada e ela é a ferramenta de atração dos espíritos.

Quando decidimos estudar profundamente o Evangelho, precisamos de muita determinação porque as tentações no caminho são grandes, mas a nossa tarefa é servir. Um exemplo é o passe, que é a troca de energia, aquilo que tem dentro do teu coração, a depender das tuas atitudes e ações.

Quando estamos encarnados, temos este corpo físico que escolhemos mas que por vezes não aceitamos. Omitimos ideias, mentimos, porém quando chegamos ao mundo espiritual, tudo é transparente, é exposto, inclusive nossa mente.

Se você estiver estudando a Doutrina Espírita, as suas conversas precisam ser edificantes. Se a fofoca faz parte das suas conversas, procure modificar esta conduta. Nossos pensamentos ficam visíveis para a espiritualidade, eles têm imagem, tem densidade. Quem já ouviu ou falou “fui naquele lugar e o ambiente era pesado/estava pesado?” — é o peso do mal pensamento.

Quando pensamos negativamente, o ambiente fica pesado, assim como as conversas que temos. Nosso pensamento tem cor, tem cheiro. Que possamos sempre nos sintonizar às mais belas e perfumadas ideias.

A mente numa breve história

Conta André Luiz em um de seus livros, que havia uma pessoa que tinha raiva de outra e queria acabar com a vida daquela pessoa de qualquer jeito. Em uma noite escura, ele percebeu que a pessoa que ele queria dar o fim à vida física estava do outro lado da rua, então pegou o carro, atropelou e matou o inimigo. Pouco tempo depois, o assassino foi para o mundo espiritual, porém ele estava sofrendo tanto que quando chegou lá, os espíritos de luz chegaram perto dele e não falaram nada. Então este que atropelou disse que não tinha sido o responsável, o culpado. Eis a consciência pesada. Ninguém precisa dizer nada, muitas vezes nós mesmos nos entregamos.

  • E o que esta história nos ensina?

Independentemente de onde estamos, estamos planejando o nosso caminho.

  • Onde começa o processo de transformação?

A nossa transformação é agora. É neste exato momento. Mesmo que seja pouca ou devagar, faça. A nossa mente nos levará para lugares sombrios se o nosso coração for sombrio.

  • O que estamos escrevendo no livro da vida? O queres aprender nesta encarnação?

As coisas grandiosas que fazemos são muito importantes, mas as simples também são.

A nossa casa mental não pode estar aberta, ela precisa estar protegida, mas não contra o outro e sim contra a nós mesmo.

Duas lições para aprender sobre a mente

  1. Pensamentos: mudar a conduta e se conectar com a Espiritualidade.
  2. A mente é o espelho: independente daquilo que eu sou, a mente é o espelho da vida em toda a parte. Ninguém pode salvar ninguém, a Espiritualidade apenas auxilia.

E este tesouro encontramos no Evangelho Segundo o Espiritismo.

Quem coloca em prática, tem o tesouro nas mãos. Mas os Espíritos nos alertam que precisamos ter um guia.

Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo?
Jesus.
— O Livro dos Espíritos, questão 625.

Se para tudo o que fizermos, nos perguntarmos “o que Jesus faria no meu lugar?”, já estamos no caminho certo.

Acompanhe também o áudio da palestra:

*Colaborou para esta publicação: Débora Hemkemeier.

** Imagem em destaque gerada por DALL.E via ChatGPT.

Compartilhe:

Outros Posts

Os anjos e nós

Ontem os anjos eram como nós, amanhã seremos como eles. Evoluímos, cada qual segundo suas...

Leia mais