A Doutrina Espírita não abriga em si uma comemoração por conta da Páscoa. As origens dessa celebração podem ser identificadas a partir do Antigo Testamento, em Êxodo, no capítulo 12. Trata-se de um evento em que se comemora também a saída do povo Hebreu do Egito. Segundo alguns estudiosos, a Páscoa antecede mesmo a esse evento e tem em suas origens um culto pagão.

Hoje a Páscoa assumiu um significado de momento de reflexão, busca de espiritualização e interiorização. No Espiritismo não temos esse culto até porque aprendemos com a Doutrina Espírita que essa deve ser a dinâmica da nossa vida. Todos os dias são de espiritualização. Mas a Páscoa não deixa de ser um momento muito importante para a nossa reflexão porque revive os instantes derradeiros de Jesus entre nós.

Como entender a paixão de Cristo?

A Sua crucificação e a Sua ressurreição devemos entender como um supremo esforço e a representação do amor de Jesus pela humanidade. Nada que o Cristo fez deixa de ter um sentido pedagógico. O sacrifício Dele e a crucificação são momentos difíceis, mas como Divaldo Franco costuma dizer nas suas palestras: estamos levando para o mundo Jesus descrucificado.

Já não nos cabe mostrar esse homem sangrento e sofrido, mas sim aquele homem que foi capaz de transcender a matéria. A ressurreição do Cristo seria assim o ápice de Sua tarefa messiânica. Após a morte Ele segue atuando e conversando com os seus discípulos. Promete nunca abandonar-nos e até hoje espera por nós.

O sábado de aleluia

Na visão espírita esse momento do sábado de aleluia representa a transcendência do espírito sobre a matéria, o desapego total e a superação da vida enquanto encarnados. Bem verdade que Jesus estava muito além, acima dessas coisas, mas a representação da atividade religiosa não deixa de ser um estímulo para nós.

Que façamos portanto algumas deduções, raciocinemos sobre dificuldades da vida que podem e devem ser superadas. E em se tratando de reencarnação, é o momento de fazer uma introspecção, um momento de balanço da nossa vida e buscarmos encontrar caminhos para transcender o nosso modelo.

Podemos nos perguntar: como é que seria minha ressurreição íntima? Ressurreição do ponto de vista dos meus deveres, das minhas falhas, do desejo do homem novo que deve nascer dentro de mim.

A mensagem de Jesus

O significado da mensagem de Jesus para a humanidade é uma mensagem de renovação. É uma mensagem de esperança. Nos tempos em que Jesus veio fazer sua pregação aqui na Terra, os tempos eram de desesperança. As pessoas estavam desamparadas, estavam desesperançadas, angustiadas. Não importava que tivessem bens materiais ou que fossem apoucados desses bens. As pessoas viviam a angústia sobre “o que seria depois do túmulo”.

Jesus na sua vida entre nós assenta a sua mensagem toda no amor, em todo o tempo. E Ele finaliza mostrando que a vida continua. A alma sobrevive à morte do corpo.

Portanto a imortalidade é um dos fundamentos dessa mensagem de Jesus e que muda a nossa perspectiva de vida completamente.

Acompanhe na íntegra o vídeo que inspirou este artigo:

A AEFC tratou do tema da Paixão de Cristo no Evangelho no Lar, que acontece todos os domingos às 20h. Acompanhe a transmissão no Instagram da nossa casa

*Imagem em destaque via Pexels.com

Categorias: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *