Colaboração espiritual no progresso da ciência

Ficamos a pensar qual será o valor da ciência humana quando se encontrar em face desse universo de ciência Divina

Colaboração da ciência espiritual no progresso científico

Através do aspecto científico do Espiritismo, muitos fatos vão sendo descortinados aos nossos incrédulos olhos. Muitas explicações lógicas vão esclarecendo pontos obscuros ou mesmo considerados miraculosos. Como diria Kardec, quando os fenômenos são explicáveis pela ciência, deixa de existir a conotação do sobrenatural.

Através da literatura espírita, psicografada ou mesmo resultante de pesquisas por companheiros encarnados, nos chegam notícias do progresso científico no mundo espiritual, a refletir-se na Medicina, Física, Química e nos demais avanços tecnológicos.

Na Terra, ainda caminhamos em passos lentos, comparativamente ao mundo do Espíritos. Entretanto, muito progresso pôde ser registrado resultante das pesquisas que o homem encarnado empreende, naturalmente sob a inspiração de Deus Pai

Os conhecimentos do plano espiritual vem chegando por meio desse intercâmbio invisível e incessante. E o homem é sempre impulsionado a buscar soluções que possam elevar de nível o planeta onde vive.

Relatos da ciência espiritual

Não somos detentores da verdade, não constituímos a elite das verdades espirituais. Mas a fundamentação do Espiritismo é de uma logicidade espetacular. O raciocínio a que somos levados pelos estudos nos faz examinar e concluirmos pela sua autenticidade.

Os espíritos nos dão notícias de muitos feitos científicos, para os quais ainda carecemos de aceitação da nossa ciência, porém os seus resultados saltam às vistas. São fenômenos mediúnicos, são curas, são contatos com familiares desencarnados. Por toda parte intensificam-se o interesse, o depoimento dos benefícios que muitas pessoas encontram na prática espírita.

Descobrir o desconhecido

Falávamos dos muitos recursos espirituais que ainda não nos são familiares. As reuniões de assistência médica-espiritual para curas físicas trazem técnicas novas, de tratamento, de cirurgia, de assepsia. Isso choca incrédulos, criando polêmicas, gerando processos, mas beneficiando doentes.

O importante não é a condenação, “a priori”, sem estudos, análises, experimentações. O que importa são atitudes científicas sob as quais se pode estabelecer observações e discussões. Pontos de vistas sem fundamentação podem ser louváveis, mas não enriquecem a configuração séria dos fatos.

As reuniões mediúnicas desobsessivas ou mesmo de materializações – e muitas pessoas delas participaram comprovando os acontecimentos – têm fornecido farto material de pesquisa, capaz de ocupar nossa ciência por um bom tempo. Porém, como os preconceitos religiosos influenciam o comportamento científico, ainda vai passar um tempo para que seja reconhecida a ação terapêutica que o mundo espiritual coloca à disposição do homem para curá-lo dos seus males, físicos e morais.

Aparelhos do plano espiritual

Nas sessões de materializaçoes vamos encontrar fatos interessantíssimos. Vejamos, por exemplo, “Materializações Luminosas“, do autor Ranieri (Edições FEESP):

[…] uma entidade resplandescente aproximou-se de uma senhora e colocou-lhe no peito um aparelho estranho: parecia um bolo feito numa forma semelhante à concavidade de um prato fundo, portanto quase um disco, gelatinoso, de cor verde-clara, e transparente.
Colocou o estranho aparelho no peito da senhora e como por um passe de mágica pudemos ver-lhe o interior do corpo como se contemplássemos peixes em um aquário: lá dentro palpitava o coração, viviam os pulmões e corria o sangue nas artérias e nas veias. Via-se tudo com perfeita nitidez.
[…] a entidade mergulhou uma das mãos através do aparelho, ficando parte da mão no interior do corpo da senhora e o resto para fora. Em gestos compassados o Espírito retirava a mão e tornava a mergulhá-la. De cada vez que retirava trazia nos dedos certa matéria escura que lançava no ambiente e se dissolvia.
— Materializações Luminosas, capítulo V.

Em outra passagem fala de um aparelho luminoso que deixava cair gotas ou pingos de luz em copos com água. Em cada copo havia uma pequena explosão, uma efervescência do líquido que tomava variadas cores à medida que cada um ia sendo preparado (rosa, azul, verde, etc).

Cada copo, conta Ranieri, era para um doente diferente, com enfermidade diferente:

Vi muito desses vidros e posso afirmar que a cor que a água recebia permanecia para sempre.
Eis, pois, uma das formas pelas quais os espíritos vem preparar remédios na Crosta da Terra, e isso nos suscita um mundo novo de considerações.
Ficamos a pensar qual será o valor da ciência humana quando se encontrar em face desse universo de ciência Divina.
— Materializações Luminosas, capítulo XVIII.

Transfusão perispiritual

Em “Tramas do Destino“, psicografia de Divaldo Franco, vamos encontrar o Espírito de Manoel Philomeno de Miranda nos dando notícias de interessante operação ocorrida com um rapaz encarnado. 

Ele encontrava-se tuberculoso, com graves problemas espirituais que, sob a bondade do Pai, recebeu a assistência de uma transfusão perispiritual. Enquanto sofria no corpo físico uma operação no pulmão, o seu perispírito recebia através de uma máquina adequada a esses fins a transfusão de fluidos. 

Assim, uma máquina receptora retirava os miasmas e fluidos negativos do corpo espiritual. Enquanto outra combinação de fluidos benéficos (conjugação do fluido universal, do médium presente e fluidos da natureza) entravam em seu organismo perispiritual por outra máquina doadora. Como uma transfusão total de sangue.

Recursos magnéticos

Recursos magnéticos são largamente utilizados, descritos nas obras de André Luiz. Tanto no reparo do corpo físico, quanto nos desequilíbrios mentais e/ou espirituais.

Preconiza Manassés, Espírito amigo de André em “Missionários da Luz“, psicografia de Fracisco Cândido Xavier (Edição FEB):

A Medicina humana será muito diferente no futuro quando a Ciência puder compreender a extensão e complexidades dos fatores mentais no campo das moléstias do corpo físico. Muito raramente não se encontram as afecções diretamente relacionadas com o psiquismo. Todos os órgãos são subordinados à ascendência moral. As preocupações excessivas com os sintomas patológicos aumentam as enfermidades; as grande emoções podem curar o corpo ou aniquilá-lo.
Se isto pode acontecer na esfera de atividades vulgares das lutas físicas, imagine o campo enorme de observações que nos oferece o plano espiritual para onde se transferem todos os dias milhares de almas desencarnadas em lamentáveis condições de desequilíbrios da mente.
Missionários da Luz, capítulo 12.

Materialização

Na mesma obra coloca André Luiz os preparativos de um ambiente para a materialização de um espírito:

Estes amigos – explicou o meu generoso instrutor – estão encarregados de operar a condensação do oxigênio em toda casa. O ambiente para a materialização de entidade do plano invisível aos olhos do homem requer elevado teor de ozônio e, além disso, é indispensável semelhante operação a fim de que todas as larvas e expressões microscópicas de atividade inferior sejam exterminadas. A relativa ozonização da paisagem interior é necessária como trabalho bactericida.
E acrescentou:
– O ectoplasma ou força nervosa que será abundantemente extraído do médium, não pode sofrer, sem prejuízos fatais, a intromissão de certos elementos microbianos.
E com a chegada de extenso material luminoso explicou:
– São recursos da natureza que os operários de nosso plano recolhem para o serviço. Trata-se de elementos das plantas e das águas naturalmente invisíveis aos olhos dos homens, estruturados para reduzido número de vibrações.
Missionários da Luz, capítulo 10.

Muitas substâncias para nós desconhecidas, muitas leis que ainda “não descobrimos” explicam a combinação de fluidos, gerando fenômenos cuja natureza ainda não conseguimos lograr. Kardec reporta-se ao fenômeno, embora raro, de transfiguração no Livro dos Médiuns (cap. VII).

Luz proporcional

As revelações vem do Alto, de acordo com a capacidade intelectual e moral do homem. À medida que ele vai descobrindo as maneiras sadias de utilizar suas descobertas, elas se fazem constantes. Com muitos recursos especiais não tomares contato, por ora. Basta-nos o progresso de uma ciência que ajude o homem a voltar-se para o Criador Maior.

Acompanhe agora a palestra relacionada a esta publicação:

Sugestões de leituras também atuais são os livros de Dr. Paulo Cesar Fructuoso, médico cirurgião, espírita, do Lar de Frei Luiz.

*Colaborou para esta publicação: Maria Thereza Carreço de Oliveira

**Imagem em destaque: via Pixabay.

Compartilhe:

Outros Posts

Os anjos e nós

Ontem os anjos eram como nós, amanhã seremos como eles. Evoluímos, cada qual segundo suas...

Leia mais