Na tarde de terça-feira do dia 18 de janeiro de 2022, através de suas redes sociais, a Associação Espírita Fé e Caridade de Florianópolis apresentou a palestra do expositor Pedro Paulo Amorim, intitulada princípios básicos da Doutrina Espírita.

Lembramos aos nossos queridos leitores que assistir e refletir a respeito da palestra aqui apresentada são ações obrigatórias a todos aqueles que buscam ampliar seus conhecimentos sobre o tema apresentado à luz da Doutrina Espírita. Também ressaltamos que não apresentamos um resumo da palestra, apenas alguns apontamentos sobre o mesmo tema.

Pentateuco Kardequiano

Desde a promessa de Jesus, no Evangelho de João, até a vinda do Consolador, podemos ver, através da História, o trabalho bimilenar de preparação que se realizou, para o seu cumprimento.

O Espiritismo é, a religião fundada na promessa do Cristo: é o Terceiro Testamento anunciado aos homens.

De um lado, elevadas entidades espirituais se apresentavam aos homens, que voltavam à Terra para completar a obra do Cristo; de outro lado, Allan Kardec se colocava a postos, junto de trabalhadores espiritualizados, dispostos a colaborarem na imensa tarefa. O Céu e a Terra se encontravam e se davam as mãos.

Assim, as obras fruto da contribuição dos dois planos, consideradas pilares da Doutrina Espírita, foram:

  1. O Livro dos Espíritos – publicado em 18 de abril de 1857;
  2. O Livro dos Médiuns – publicado em janeiro de 1861;
  3. O Evangelho segundo o Espiritismo – de abril de 1864;
  4. O Céu e o Inferno, ou A justiça de Deus segundo o Espiritismo – de agosto de 1865;
  5. A Gênese, Os Milagres e as Predições – de 6 de janeiro de 1868.

Meditando um pouco sobre a grandeza dos esforços para a Codificação dessas obras, também conhecidas por Pentateuco Kardequiano, percebemos a sua importância. Aproveitemos as instruções contidas neste Evangelho Redivivo para evoluir com amor e sabedoria. Começando a entendê-lo pelos princípios básicos.

Princípios Básicos da Doutrina Espírita

Ao longo dos estudos, que nós espíritas podemos e DEVEMOS realizar em nosso mergulho nas Obras Básicas deixadas por Allan Kardec, encontraremos entre o número infinito de ensinamentos apresentados pela Espiritualidade Superior os Princípios Básicos que norteiam a Doutrina Espírita:

  • a existência de Deus,
  • a existência dos espíritos,
  • a possibilidade de comunicação entre encarnados e desencarnados,
  • a multiplicidade das existências – a reencarnação, e
  • a pluralidade dos mundos habitados.

Reflitamos sobre esses princípios básicos.

Sobre Deus, apesar de ser uma tentativa de “definição” bastante incompleta, lá aprendemos que podemos afirmar o que Deus é através de seus atributos, de suas qualidades: Eterno, Imutável, Imaterial, Único, Onipotente e soberanamente Justo e Bom.

Sobre o espírito, aprendemos que é o princípio inteligente do Universo, sendo que a inteligência é um atributo essencial dele. Portanto, podemos dizer se que os Espíritos são os seres inteligentes da Criação.

A respeito da comunicação entre os dois planos, o material e imaterial, aprendemos que é algo tão antigo quanto à própria existência dos seres humanos, remontando a história de todas as civilizações que já existiram na Terra. Além disso, podemos verificar que a Doutrina dos Espíritos é fruto desta comunicação.

Encarnar refere-se ao primeiro nascimento do Espírito em um corpo físico, ou em determinada Humanidade. Portanto, reencarnar, diz respeito aos renascimentos sucessivos do Espírito, em um mesmo Planeta ou em outros. Além disso, a REENCARNAÇÃO é a maior garantia do amor e da compaixão de Deus para conosco.

Apenas a título de curiosidade em relação à pluralidade dos mundos habitados, os estudos de astrofísicos ligados à universidade estadunidense Harvard, apontam para a existência de pelo menos 17 bilhões de planetas parecidos com a Terra apenas na Via Láctea. Porém, se ampliarmos a pesquisa para qualquer tipo de planeta (como os parecidos com os gasosos do Sistema Solar), os astrônomos calculam cerca de 100 bilhões de planetas. Diante de números tão expressivos como pensar que todos, com exceção do nosso planeta, não abrigariam vida inteligente, e, portanto serviriam apenas para o deleite dos nossos telescópios? Devemos refletir seriamente sobre essas questões…

Assim, meus queridos irmãos a recomendação é: LEIA Kardec, ESTUDE Kardec, MEDITE Kardec… & Entenda Jesus, o Cristo!!!!

Paz e Bem.

Acompanhe agora a íntegra da palestra que inspirou esta publicação:

Bibliografia:

KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos: princípios da Doutrina Espírita. Trad. de Guillon Ribeiro. 86. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005.

Herculano Pires, José. O Espírito e o tempo. 1ª ed. digital. São Paulo: Paidéia Ltda, 2020.

*Colaborou para esta publicação: Pedro Paulo Amorim.

**Imagem em destaque: via Pexels.com

Categorias: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *